O Mandaloriano: resenha (sem spoilers) da fantástica série live action Star Wars
Nov15

O Mandaloriano: resenha (sem spoilers) da fantástica série live action Star Wars

Confira a resenha (sem spoilers) sobre O Mandaloriano, série live action Star Wars que é o carro-chefe do lançamento novo serviço de streaming Disney+

Read More
Robert Foster será lembrado em Amazing Stories do Apple TV+
Oct24

Robert Foster será lembrado em Amazing Stories do Apple TV+

O ator Robert Foster que nos deixou recentemente vai ganhar uma justa homenagem póstuma em um dos episódios da série Amazing Stories do Apple TV+

Read More
Guerra dos Mundos de H.G. Wells: primeiro trailer da série da BBC
Sep30

Guerra dos Mundos de H.G. Wells: primeiro trailer da série da BBC

Foi divulgado o primeiro trailer da série Guerra dos Mundos (War of the Worlds), uma produção da BBC que vai adaptar o livro clássico H.G. Wells

Read More

Star Trek: Discovery, 2a Temporada, Audaciosamente Indo Além — Sala da Justiça #69

No podcast Sala da Justiça dessa semana, eu e Ronaldo recebemos a visita dos nossos amigos Thiago Siqueira do Rapadura Cast e Sergio VDS do Ex-Libris pra um papo descontraído e divertido sobre a segunda (ótima) temporada de Star Trek: Discovery, que acabou no mês passado e pode ser assistida na Netflix. Aviso de spoilers: caso você ainda não tenha assistido a temporada, e tenha interesse em assistir, recomendamos que não ouça o cast, que está repleto de spoilers, nem leia esse post, que vai pelo mesmo caminho. No programa de hoje, falamos sobre como a temporada falou sobre religião, algo raro na franquia Star Trek, e que lembrou Deep Space 9, que tinha no tema um dos seus pilares. A relação entre Spock e Michael na série a princípio parece um poço infinito de DRs, mas depois evolui bastante. Também procuramos responder as seguintes perguntas, entre tantas outras: será que Michael Burnham chora demais por ter três mães e nenhuma dar uma bronca nela? Qual a ligação da Seção 31 com o Ato Patriótico dos Estados Unidos? Por qual motivo gostamos de personagens cinzas, que não temos certeza se são heróis ou vilões? O que exatamente é o Controle, que acaba possuindo o Agente Leland (dica: não é o espírito do Ragatanga)? Também falamos bastante sobre o último episódio da temporada, que deixou a porta aberta para uma série completamente diferente no ano que vem, e sobre a qual falei bastante na minha resenha. A engenheira Jet Reno (Tig Notaro) mais uma vez rouba todas as cenas nas quais aparece, e se mostrou uma das melhores coisas da série, além de vital para que a trama do final dê certo. A Rainha Po, que foi apresentada no episódio da Tilly em Short Treks, também acabou sendo essencial para o plano de Michael Burnham e Spock, assim como os Kelpianos, liderados pela irmã de Saru, Siranna, também apresentada no Short Treks passado em Kaminar. Se você curte nosso podcast SdJ, não deixe de participar do nosso grupo exclusivo no FB e Telegram, no qual você pode interagir diretamente com os participantes do cast por apenas R$ 15 no nosso Padrim ou PicPay, uma verdadeira pechincha. Achou caro? Também aceitamos contribuições a partir de R$ 1. Aproveite pra assinar nosso feed e não perca nenhum episódio. Pra quem preferir, a Sala da Justiça também está no Spotify! Comentários, críticas, sugestões e avisos sobre possíveis erros nossos podem (e devem) ser mandados pelo email exclusivo da Sala: saladajusticadomb@gmail.com. Ouçam também nossos outros podcasts dedicados inteiramente a Star Trek: Sala da Justiça #56 — Star Trek Discovery, nós somos a Frota Estelar!...

Read More
Primeiro teaser de Watchmen nos mostra o culto de Rorschach
May09

Primeiro teaser de Watchmen nos mostra o culto de Rorschach

Foi divulgado ontem o primeiro teaser da série Watchmen da HBO, que se passa no futuro da história em quadrinhos clássica de Alan Moore e Dave Gibbons. Saiba o que eu achei do teaser.

Read More

Shazam, o ex-Capitão Marvel — Sala da Justiça #67

Nosso podcast Sala da Justiça está de volta pra um papo animado sobre Shazam!, um filme leve e divertido, mas que também tem uma mensagem interessante

Read More
DD em casa com Nelson Motta
Apr24

DD em casa com Nelson Motta

Ontem estive na gravação do programa Em Casa Com Nelson Motta, no qual ele contou várias histórias incríveis sobre Maria Bethânia, de quem é amigo há mais de 50 anos, além de compositor de algumas músicas lindas.

Read More

Capitã Marvel, ou se cuida, Thanos! — Sala da Justiça #66

No programa desta semana, eu, Ronaldo e Cardoso recebemos a visita de Kell Bonassoli e Rachel Asakawa (Priss) para conversar sobre Capitã Marvel, o 21o filme do MCU, e um estrondoso sucesso de bilheteria, que já está quase chegando a 1 bilhão de dólares em três semanas. Qual a importância da representatividade desse filme? Será que Carol Danvers vai dar conta de Thanos? Spoiler: pessoalmente eu acho que ele tá ferrado, mas essa é minha opinião. Será que deu certo o processo de rejuvenescimento de Nick Fury e o Agente Coulson em computação gráfica? Como será que Fury perdeu seu olho? As homenagens ao Stan Lee começam antes mesmo dos créditos, e deixam qualquer fã de Stan, the Man pra lá de emocionado. A ponta de Lee como ele mesmo no metrô também foi fantástica, e a reação de Kevin Smith foi chorar compulsivamente, mesmo já sabendo que na cena ele estaria lendo o roteiro de seu filme Mallrats, gravado no ano em que Capitã Marvel se passa. No cast, falamos sobre como Akira Akbar, a atriz mirim que faz a Mônica Rambeau, rouba a cena, como Brie Larson fez questão de ter seu melhor amigo Samuel Jackson no elenco, como não tem bonzinho na briga entre Skrulls e Kree, e todo o nosso fascínio sobre o gato (ou a gata) Goose. Será que a questão da inversão de gênero de um personagem clássico atrapalha a trama de alguma forma? E o elenco de coadjuvantes, liderado por Annette Benning, Jude Law e Ben Mendelsohn, funciona bem no filme? Será que a Mônica do Maurício gostou de ter vestido o manto da Capitã Marvel? Tudo isso e muito mais no nosso papo sobre Capitã Marvel. Espero que vocês curtam. Quem quiser pode enviar comentários pra nós usando nosso email exclusivo da Sala: saladajusticadomb@gmail.com. Gosta de escutar o nosso programa? Então peço humildemente sua ajuda nos nossos planos no Padrim ou no PicPay para que a nossa Sala da Justiça continue gravando novos episódios muito legais. E finalmente, mas não menos importante, por favor assinem nosso feed para não perderem nenhuma Sala. Prefere usar o Spotify pra ouvir seus podcasts? Sem problemas, a SdJ está por lá também! Leia também aqui no MB a resenha completa sobre Capitã Marvel escrita pelo Cardoso. https://media.blubrry.com/saladajustica/p/ia601501.us.archive.org/15/items/sala_da_justica_66_capita_marvel/sala_da_justica_66_capita_marvel.mp3Podcast: Play in new window | DownloadSubscribe: Android |...

Read More
Capitã Marvel – Resenha (quase) sem spoilers
Mar05

Capitã Marvel – Resenha (quase) sem spoilers

Assisti Capitã Marvel e conto tudo que achei sobre o filme na minha resenha sem spoilers. Confira os motivos pelos quais Brie Larson brilha muito nesse filme, e também como Samuel Jackson ficou tão novinho.

Read More

Os Vilões que Odiamos Amar — Sala da Justiça #65

Olá terráqueos e amigos do SdJ, estamos de volta pra mais um podcast, nosso episódio 65, Os Vilões que Odiamos Amar, sobre os personagens mais intrigantes e fascinantes de qualquer história, e um ponto fundamental para que elas funcionem, os vilões inesquecíveis, que fazem parte da nossa vida. No programa de hoje fizemos um apanhado dos melhores vilões, e vamos de Darth Vader a Saruman, passando por Jason, Michael Myers, Norman Bates, Alex Forrest, Freddie Kruger, Coringa, Khan, Magneto, Voldemort, Doutor Destino, Seis (Battlestar Galactica), Pennywise, Dr. Viktor Frankenstein, Thanos, T-1000 e muitos outros. É claro que não falamos todos os vilões notáveis, e algumas ausências certamente serão bem sentidas, mas não tem jeito, é impossível colocar todos em uma hora de programa. Uma das ausências é a de Hannibal Lecter, mas essa foi de propósito, pois sinceramente dá pra gravar um programa só com ele. Quem sabe um dia a gente não faça uma segunda parte, só com as sugestões de vocês? Se curtirem nosso trabalho no Sala da Justiça, humildemente peço o apoio dos nossos ouvintes ao podcast pelo Padrim e PicPay, no qual o SdJ tem campanhas ativas. Existem várias opções de apoio, incluindo uma na qual você pode participar de um programa e outra que permite até eliminar um dos participantes, inclusive eu, caso você não goste da minha voz ou das minhas opiniões. 😉 Aproveito pra agradecer a colaboração de Luiz Mattos, que escolheu a opção Hall da Fama do Sala da Justiça, na qual nosso apoiador é citado nominalmente no programa e no post. Muito obrigado pela força, Luiz! Outra novidade é que agora nós temos um email pra receber comentários, dicas de pautas, sugestões, reclamações e etc. Se quiser ter seu recado lido no programa, só mandar um email pra saladajusticadomb@gmail.com. Apoie você também o podcast Sala da Justiça no Padrim ou no PicPay e seja parte do nosso júri honorário! Veja também outros episódios da Sala da Justiça aqui no MB. Já se inscreveu no nosso feed (iTunes)? https://media.blubrry.com/saladajustica/p/archive.org/download/sala_da_justica_65_viloes_que_odiamos_amar_01/sala_da_justica_65_viloes_que_odiamos_amar_01.mp3Podcast: Play in new window | DownloadSubscribe: Android |...

Read More

Star Trek: Enterprise, o prequel do prequel — Sala da Justiça #64

Depois de (mais) um longo inverno sem novos episódios, nosso podcast Sala da Justiça está de volta, hoje falando sobre mais uma série Star Trek, Enterprise, que foi exibida de 2001 até 2005 e é um prequel da série clássica, e hoje em dia também virou um prequel de Star Trek: Discovery, como eu brinquei no título. No programa de hoje, eu, Bia, Cardoso e Ronaldo recebemos a visita do nosso amigo Tato Tarcan da Rede Geek pra um papo profundo sobre a Enterprise NX-01 e a tripulação da primeira nave com capacidade warp da Terra, e como eles foram essenciais para a criação da Federação que conhecemos nas outras séries e nos filmes de Star Trek. Criada em um momento de anos de presença ininterrupta de Star Trek na televisão com duas séries Voyager e Deep Space 9 que chegaram a sete temporadas cada e também no cinema, com vários filmes com a tripulação da Nova Geração, Enterprise acabou sendo a série que deixou o bastão cair. Como o Cardoso cita no post, a série foi uma das primeiras a terem sido exibidas em outro momento, no qual os fãs já não tinham tanta paciência para esperar a série engrenar de vez, como foi necessário nas citadas, além de Star Trek: A Nova Geração. Apesar de não ter tido o sucesso que merecia, Star Trek: Enterprise é uma ótima pedida pra quem adora Star Trek, cheia de referências e explicações sobre o que acontecerá nas próximas séries (e nos próximos séculos) da franquia, com direito a episódios épicos no universo espelho e muitas viagens temporais, além de personagens incríveis como o Capitão Archer, T-Pol, Trip, Hoshi, e é claro, o Almirante Thy’lek Shran. Nessa ótima conversa também falamos sobre a guerra temporal e suas consequências, por qual motivo o Phlox é um doutor diferente de todos os demais na franquia, como Hoshi funciona como um tradutor universal antes mesmo dele ter sido inventado, por qual motivo T-Pol é uma vulcana diferente de todas as outras, que fim levou a Kes e muito mais. No podcast não faltam elogios ao elenco formado por Scott Bakula, Jolene Blalock, Jeffrey Combs e tantos outros que deram alma a essa série incompreendida por muitos, mas nem por isso menos interessante. Mesmo com seu final apressado e revoltante com apenas quatro temporadas, Enterprise deixou saudades. Se você curte o nosso podcast, se inscreva no nosso feed e compartilhe com seus amigos. Quem quiser, também pode ajudar a gente pelo Padrim ou pelo PicPay, qualquer contribuição será muito bem-vinda, e vai ajudar a manter o SdJ no ar com novos e melhores episódios. Pelo preço de dois chopps por mês,...

Read More
Mouses do Groot para fãs de Guardiões da Galáxia
Dec30

Mouses do Groot para fãs de Guardiões da Galáxia

Vejam só que simpáticos estes mouses do Groot, na versão adulto do primeiro filme Guardiões da Galáxia, e na versão Baby Groot do Volume 2.

Read More
/* Track outbound links in Google Analytics */