Force Band da Sphero, agora com integração com o IFTTT para controlar várias coisas com gestos!
nov24

Force Band da Sphero, agora com integração com o IFTTT para controlar várias coisas com gestos!

A Force Band da Sphero agora tem integração com o IFTTT, assim você pode usar gestos para controlar várias coisas na sua casa, além de criar suas próprias receitas.

Mais...
Athena: a defesa pessoal de assédios nas mãos das mulheres (ou qualquer pessoa)
nov05

Athena: a defesa pessoal de assédios nas mãos das mulheres (ou qualquer pessoa)

O Athena da Roar for Good é um gadget de defesa pessoal muito interessante criado para mulheres, com o objetivo de evitar assédios sexuais, e que também pode ser usado por crianças, idosos, enfim, qualquer pessoa. O projeto conseguiu financiamento no Indiegogo em menos de 48 horas, e atualmente está com mais de US$ 170 mil arrecadados. O sistema funciona de forma bem simples, a pessoa carrega um pequeno botão que ao ser pressionado envia a localização para contatos de emergência pré-selecionados, além de disparar um alarme bem alto. Dependendo da situação, o alarme pode colocar a pessoa em um perigo ainda maior, então a Roar for Good também incluiu um modo silencioso que só envia a localização com o alerta. Para acionar o modo com alarme, é só pressionar o botão por 3 segundos, e para usar o modo silencioso, basta dar três toques no botão. O Athena não foi feito para ser usado no pulso e sim pendurado na roupa, na bolsa ou mochila ou em um cordão no pescoço, pois em situações de emergência, ficar preso ao pulso pode ser prejudicial, já que a pessoa só poderá apertá-lo com uma das mãos. Segundo a Roar for Good, o Athena não é apenas um produto, e sim parte do movimento, no qual a empresa vai doar uma parte de cada wearable vendido para programas educacionais para aumentar a empatia e reduzir a violência. O Athena será entregue em março do ano que vem, e custa US$ 99 em pré-venda. Via Mashable. Veja o vídeo...

Mais...
Valve e HTC Vive: interatividade total e um controle em cada mão!
mar06

Valve e HTC Vive: interatividade total e um controle em cada mão!

A Valve aproveitou esta semana de MWC e GDC para apresentar o SteamVR, sua própria solução de realidade virtual para competir com os produtos da Oculus, Sony e Samsung. Criado em parceria com a HTC, o headset Vive Developer Edition tem uma diferença fundamental em relação a concorrência, a interação. Com o HTC Vive você realmente pode interagir com os cenários e objetos, podendo inclusive andar por um ambiente de 4 metros quadrados, além de usar dois controles que se tornam objetos manipuláveis dentro do jogo, o que facilita muito a tarefa de controlar o ambiente virtual. Eu testei o Oculus Rift na CES em janeiro, e fiquei muito bem impressionado, mas segundo quem testou o Vive VR, o headset da Valve e HTC está em um nível superior, pois a resolução é maior, assim como a taxa de quadros por segundo, isto sem falar nos controles, que permitem uma sensação de imersão muito maior do que usando um gamepad. O sistema é de fácil instalação, e funciona com duas bases (câmeras) que capturam onde você está em cada momento, e que você coloca em cantos opostos da sala. O kit de desenvolvimento vem com um headset Vive, mais duas bases e dois controles e deve ser lançado no segundo semestre por um preço ainda não informado, que não deve ser nada barato, mas que deverá valer a pena para os entusiastas de games e fãs da Valve e do Steam. A Valve também mostrou na GDC como chegou até o Vive e o SteamVR, com uma galeria dos aparelhos VR que vem desenvolvendo faz um bom tempo atrás de portas fechadas, confira no The Verge. Saiba mais sobre SteamVR e o Vive na...

Mais...
LG Urbane Watch LTE deixa de lado o Android Wear pelo WebOS
mar05

LG Urbane Watch LTE deixa de lado o Android Wear pelo WebOS

Outra novidade da MWC foi o Urbane Watch LTE da LG, um smartwatch com 4G que pode dispensar totalmente o seu smartphone. O relógio deixa de lado o Android em favor do WebOS, e a interface tenta aproveitar o melhor da tela P-OLED de 1.3 polegadas. A tela tem resolução de 320 x 320 pixels e densidade de 348 pixels por polegada. O processador é um Snapdragon 400 com 1GB de RAM, e o relógio tem 4GB de capacidade, e o Urbane Watch LTE tem bateria de 700 mAh. O relógio tem funcionamento bem simples com 3 botões, o do meio acessa o menu de aplicativos, o de cima as configurações básicas e o de baixo, volta ao menu anterior. Quem achar o LG Watch Urbane LTE muito grande ou pesadão (com seus 115 gramas) também pode optar pelo Urbane normal com 3G que é bem mais leve, mas não tem a mesma duração de bateria, a conectividade 4G e muito menos o WebOS, rodando o velho Android Wear que já conhecemos. Via...

Mais...
Pebble Time Steel e pulseiras Smartstraps mostram que a Pebble está com tudo!
mar03

Pebble Time Steel e pulseiras Smartstraps mostram que a Pebble está com tudo!

Depois do sucesso de US$ 12 milhões semana passada, Pebble está de volta com seu smartwatch Pebble Time Steel e as novas pulseiras smartstraps, que podem adicionar recursos como NFC, GPS e até aumentar a bateria do seu relógio. Saiba mais no DD!

Mais...
Microsoft HoloLens traz hologramas interativos para o seu mundo
jan22

Microsoft HoloLens traz hologramas interativos para o seu mundo

No evento de apresentação do Windows 10 ontem, a Microsoft surpreendeu a todos com o HoloLens, um aparelho wearable que dá uma nova dimensão à expressão realidade aumentada, mostrando objetos virtuais em hologramas interativos em 3D na sua frente. A ideia é que você use estes hologramas para interagir com objetos no seu ambiente, usando o mundo real como moldura para seus projetos ou jogos, como você pode ver no vídeo abaixo. O HoloLens tem sensores de movimentos, de voz e várias câmeras, assim você pode interagir diretamente com os hologramas, como se fosse o Tom Cruise no filme Minority Report. Esta nova forma de usar o computador com um óculos com visão translúcida pode até lembrar o Google Glass, mas os objetivos são bem diferentes. Para começar, uma diferença fundamental, ele não é algo que você vai usar o tempo inteiro na rua como o Glass, e sim em casa ou no escritório, quando estiver jogando ou realizando tarefas específicas. Apesar de competir com o Oculus Rift, Gear VR e outros headsets de realidade virtual, o HoloLens também se destaca entre todos eles ao permitir que você enxergue a realidade além da animação, no que a Microsoft quer que você chame de “mixed reality”. O termo parece exagerado, mas a sensação de usar o HoloLens deve ser bem próxima a isto. O headset já tem várias APIs, e na demonstração chamou a atenção a integração total com o Skype, assim era possível aprender a realizar tarefas com uma supervisão em tempo real de quem entende do assunto, que pode fazer setas ou outros desenhos em hologramas visíveis na sua frente. Se você estiver modelando um objeto em 3D, pode ver como está ficando o resultado na hora. Também é possível usar o HoloLens para visitar locais que você ainda não conhece, e ver qual a perspectiva dos seus amigos que estavam lá, ou até mesmo outros planetas nos quais você jamais iria. Uma das demonstrações era feita com imagens de Marte enviadas pelo Rover que dominavam totalmente a tela, e na prática, cientistas da NASA vão usar o aparelho para navegar pelo planeta vermelho. No vídeo abaixo é possível ter uma mostra de como seria esta experiência. O projeto ainda é um protótipo, ainda que funcional, e por isto o preço e a data de lançamento ainda não foram divulgados pela Microsoft. O HoloLens é mais uma obra da equipe de Alex Kipman, conhecido como o criador do Kinect, e o Cardoso conta no MB que o projeto está sendo desenvolvido há mais de 7 anos. Sim, confesso que é muito difícil não ficar muito empolgado com o HoloLens. Ponto para a Microsoft, que ainda...

Mais...
Montblanc E-Strap, um wearable que fica na pulseira do relógio
jan02

Montblanc E-Strap, um wearable que fica na pulseira do relógio

Não quer trocar o seu relógio por um smartwatch? A Montblanc tem a solução, um acessório para monitorar suas atividades físicas que fica posicionado estrategicamente na pulseira do seu relógio. O E-Strap tem uma touchscreen OLED de 0,9″ com resolução de 128 x 36 pixels, e conta com pedomêtro e acelerômetro para monitorar suas atividades físicas, que você pode acompanhar em um app para iOS ou Android. Ele custa US$ 250 e é vendido com alguns relógios da coleção Timewalker Urban Speed 2015 da Montblanc. Saiba mais sobre a E-Strap da Montblanc no A Blog To Watch. Via...

Mais...
Microsoft Band, uma pulseira esperta para Windows Phone, iOS ou Android
out30

Microsoft Band, uma pulseira esperta para Windows Phone, iOS ou Android

A pulseira Microsoft Band é o primeiro dispositivo wearable da empresa de Redmond, e também o primeiro com o Microsoft Health, novo sistema de monitoramento de atividades físicas. A pulseira mede seu batimento cardíaco durante 24 horas do dia, e também fica de olho no seu sono, além do seu número de passos e de calorias gastas. A Band tem GPS, giroscópio até mesmo um monitor UV, que te avisa se você precisar colocar o filtro solar. Segundo a Microsoft, esta pulseira é “como um personal trainer”, oferecendo treinos guiados e aprendendo com os seus hábitos. A pulseira também mostra notificações e alertas dos seus calendários, o que pode ser muito útil. Com o Microsoft Band, você leva a Cortana, que atende a comandos de voz para marcar alertas ou fazer anotações, o que pode te ajudar a ser mais produtivo. O mais interessante é que ela é uma pulseira livre, e funciona não apenas no Windows Phone, mas também no iOS e Android, menos a Cortana, que só atende seus desejos no Windows Phone 8.1. A Microsoft Band tem três tamanhos, e um guia para você descobrir qual se encaixa no seu pulso. O preço da Microsoft Band é US$ 199 (lá fora). Saiba mais sobre o Microsoft Health. Clique abaixo para ver um...

Mais...
Um anel para a todos (os seus wearables) governar!
out07

Um anel para a todos (os seus wearables) governar!

Seria este o Um Anel? Não, mas o Ring da 16Lab e da Alps Electric é bem poderoso, pelo menos para o que se propõe. Este anel de titânio reconhece seus movimentos, e foi criado para ser sua interface através de controle de gestos para o Google Glass e outros dispositivos wearable, mas também pode funcionar com outros aparelhos como tablets, smartphones e até mesmo computadores. Ele também será muito útil para navegar nos menus da sua HDTV.

Mais...
Crescent Bay, o novo protótipo do Oculus Rift
set22

Crescent Bay, o novo protótipo do Oculus Rift

A Oculus VR realizou sua primeira conferência para desenvolvedores, a Oculus Connect, e além do novo SDK, a principal novidade apresentada foi o novo protótipo do headset 3D Oculus Rift, chamado de Crescent Bay. Além de ser mais leve e confortável, o protótipo tem como principal diferencial uma câmera na parte de trás do headset, permitindo que você possa girar seu rosto em 360°, para uma sensação de imersão muito maior. Outro detalhe interessante são os fones de ouvido integrados, e que permitem que os desenvolvedores criem experiências sonoras que dão maior realismo aos jogos. Saiba mais sobre a conferência Oculus Connect e o Crescent Bay. Via The Next...

Mais...
ZenWatch, um smartwatch bem interessante
set05

ZenWatch, um smartwatch bem interessante

O ZenWatch é o primeiro wearable da Asus, e este smartwatch com Android Wear tem a cara e o jeito de um relógio tradicional. Com pulseira de couro e vidro Gorilla Glass 3 curvado com tela AMOLED de 1.63″ (resolução de 320 x 320 pixels), ele conta com um fecho de abertura rápida. Entre as funções interessantes do ZenWatch estão o recurso que permite encontrar o seu smartphone com dois toques na tela, o modo que dispara a câmera do seu smartphone remotamente, e poder silenciar uma chamada apenas colocando a mão em cima da tela. Ele também mostra de forma rápida qual é o próximo compromisso, facilitando a vida do usuário. O relógio também conta com sensores para monitorar seus exercícios, frequência cardíaca e relaxamento. As especificações com processador Snapdragon 400 de 1.2GHz, 512MB de RAM e 4GB de capacidade, são praticamente o padrão para esta geração de smartwatches Android Wear. O ZenWatch vai custar US$ 260 (lá fora), mas infelizmente ainda não tem previsão para ser lançado no Brasil. Saiba mais sobre o Asus ZenWatch. Via Meio Bit. Clique abaixo para ver vídeos do...

Mais...
Usando a mente para controlar o Google Glass
jul10

Usando a mente para controlar o Google Glass

Usando o app MindRDR, da empresa inglesa This Place, a NeuroSky, adaptou seu sensor MindWave Mobile para controlar o Glass para tirar fotos e postar no Twitter ou Facebook usando a mente. Gostou da brincadeira? Bem, o sensor custa US$ 130, mais o preço do Glass, é claro. Se você não tiver um Glass, o MindWave Mobile também é compatível com iPhone, iPad ou smartphones e tablets Android. O app MindRDR está disponível no GitHub. Saiba mais sobre o MindWave Mobile. Via GearBurn. Clique abaixo para ver um...

Mais...
/* Track outbound links in Google Analytics */