iPad Air 2 com TouchID: menor, mais leve e tão fino quanto potente
out17

iPad Air 2 com TouchID: menor, mais leve e tão fino quanto potente

A Apple apresentou ontem o novo iPad Air 2, que tem uma espessura de apenas 6,1 mm, ou seja, consegue ser 18% mais fino que o iPad Air, assumindo o posto de tablet mais fino do mundo. Ele também é bem mais leve, com apenas 435 gramas. A Apple garante que o case unibody de alumínio é bem resistente e sólido, apesar de tão fino. Outra novidade bem interessante é o botão TouchID, que qualquer pessoa que tenha um iPhone com o recurso sabe que é algo que realmente funciona e faz a diferença no dia-a-dia. O processador A8X foi criado especificamente para o iPad Air 2, e é 40% mais rápido que o A8, com gráficos até 2 vezes e meia mais rápidos. O iPad também conta com o processador M8, que monitora seus movimentos, calibra todos os sensores do iPhone e conta com um barômetro. A rede Wi-Fi do iPad Air 2 é até 2 vezes mais rápida que a do iPad Air original, segundo a Apple. Ele também tem versão 4G. A câmera iSight do iPad Air 2 também foi totalmente reformulada, passando de 5 para 8 megapixels, e pode gravar vídeos em 1080p. Você pode tirar panorâmicas de até 43 megapixels, fazer um timelapse, ou gravar vídeos em câmera lenta com até 120 frames por segundo em qualidade HD. Ele também conta com dois microfones. A câmera frontal também foi melhorada. O processamento das imagens das câmeras também é feito pelo processador A8X. A tela combina três camadas em uma, eliminando o espaço entre o LCD e o vidro, o que melhora as cores e o contraste das imagens. Ela também tem uma camada anti-reflexo que promete eliminar até 56% dos reflexos. Os preços são a partir de US$ 499 (16GB), US$ 599 (64GB) e US$ 699 (128GB). Saiba mais sobre o iPad Air 2 na Apple. Além do iPad Air 2, a Apple também lançou o iPad Mini 3, saiba mais aqui. Clique abaixo para ver um vídeo e outras imagens....

Mais...
Apple Watch, um smartwatch realmente inteligente
set10

Apple Watch, um smartwatch realmente inteligente

Além dos novos iPhones, a outra (ótima) novidade do keynote da Apple ontem foi o iWatch Apple Watch, o primeiro dispositivo wearable da história da Apple, marcando a entrada da empresa neste novo segmento. No seu melhor estilo, a Apple procurou facilitar ao máximo o uso do aparelho, que tem como maior mérito a integração do software com o hardware. Com dois modelos com telas de 1,5” (38mm) e 1,65” (42mm), o relógio tem uma interface na qual você navega pela digital crown, além de toques e cliques na tela. A tradicional coroa do relógio foi repensada para funcionar de forma parecida com a clássica Click Wheel dos antigos iPods, assim você pode navegar em textos ou dar um zoom em imagens, sem que o seus dedos atrapalhem a visão do que está na pequena tela. A tela Retina do Apple Watch também é capaz de identificar a diferença entre um toque leve e uma pressão, e assim abrir um menu específico para alterar as faces do relógio, por exemplo. A tela é protegida por safira, oferecendo maior resistência. O relógio da Apple vem em três versões, Apple Watch, Apple Watch Edition e Apple Watch Sport, este último com tela com vidro reforçado Ion-X ao invés de safira. A traseira do iWatch, digo, Apple Watch é de cerâmica, e protege o sensor biométrico usando luzes LED e infra-vermelha e fotodiodos para capturar a batida do seu coração. Em termos de software, o relógio conta com o Glances, um app que mostra de forma fácil as informações que você mais acessa no dia a dia, e que podem ser acessados a qualquer momento deslizando o dedo para cima a partir da parte de baixo da tela. As notificações são acessadas deslizando o dedo para baixo a partir do topo, e mostram qual o próximo item da sua agenda, mensagens e como está o trânsito pra voltar pra casa. A Siri também está presente no Apple Watch, e pode ser acessada levantando o pulso e dizendo “Hey Siri” ou clicando e pressionando a coroa para mostrar a agenda, dar instruções de navegação, escrever mensagens (em inglês, é claro) e muito mais. O botão embaixo da coroa acessa seus contatos favoritos de forma simples e rápida. O Apple Watch permite que você interaja com seus amigos de formas curiosas, dando uma cutucada, ou enviando desenhos ou rabiscos e emoticons animados. Para a alegria dos mais românticos, ao pressionar os dois dedos na tela, o Apple Watch captura o seu batimento cardíaco e o envia para a sua cara metade. O case é feito em um alumínio com uma liga que é até 60%...

Mais...
iPhone 6 e iPhone Plus: Maiores e melhores
set09

iPhone 6 e iPhone Plus: Maiores e melhores

Como esperado, a Apple lançou a nova geração de iPhones, com dois modelos, o iPhone 6 com tela de 4,7″ e o iPhone 6 Plus, com tela de 5,5″, além do Apple Watch, que é assunto pra outro post. Com os novos tamanhos, a Apple finalmente adapta seu carro chefe ao que os consumidores querem, telas maiores, nas quais eles possam ter maior interação. O design deixa de lado a lateral reta do modelo antigo e se torna mais orgânico, mais parecido com o iPad. Com 6,9mm e 7,1mm de espessura, os dois iPhones são muito finos. As telas IPS têm maior contraste e ângulo de visão, com resolução de 1334 x 750 pixels e densidade de 326 pixels por polegada no iPhone 6, e resolução FullHD (1920 x 1080 pixels) com densidade de 401 ppi. Ela também conta com polarizador para melhorar a visibilidade sob a luz do sol. A câmera de 8 megapixels tem abertura de ƒ/2.2 e estabilizador óptico de imagens, e apesar de não gravar vídeos em 4K como vários concorrentes do iPhone, isto ainda não faz diferença, já que poucas pessoas tem TVs UHD em casa hoje em dia. A nova iSight grava vídeos em 1080p HD a 60 frames por segundo, e também em câmera lenta a 240 frames por segundo (em qualidade 720p). Em termos de software, ela traz várias melhorias e novas funções, incluindo a última moda, o Time-lapse, que fica gravando pelo tempo que você quiser, o que pode produzir vídeos bem interessantes. Infelizmente o vidro da lente da câmera fica para fora, assim usar um case é mais recomendável do que nunca. O novo processador A8 de 64-bit tem desempenho de um desktop, segundo informações da Apple. O A8 é até 50% mais eficiente no consumo de energia que o A7 do iPhone 5s, e oferece uma duração de bateria de até 14 horas e 24 horas de conversação no iPhone 6 e iPhone 6 Plus. Os novos iPhones também contam com processador de movimentos M8 e vários sensores, incluindo até mesmo um barômetro. Os novos iPhones finalmente contam com NFC, e o sistema Apple Pay, já licenciado nas principais lojas dos Estados Unidos, só precisamos ver como isto vai ser implementado aqui. O preço do iPhone 6 é a partir de U$ 199, e o do iPhone 6 Plus a partir de $299, valores nos Estados Unidos com contrato de 2 anos. Assista abaixo ao vídeo de apresentação com Jony Ive e cia. que conta tudo sobre os novos iPhones. http://youtu.be/FglqN1jd1tM Saiba mais sobre os novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus na Apple. Mais imagens abaixo. Veja...

Mais...
Um iMac para as massas (ou quase)
jun18

Um iMac para as massas (ou quase)

Ok, o título é um exagero, mas a Apple parece que não liga mais para manter sua fama de cara, ao lançar um novo modelo do iMac por US$ 1099 (lá fora), ainda que que ele chegue no Brasil por salgadíssimos R$ 5.799. Se por fora o iMac mantém sua bela estampa, por dentro ele é bem menos potente, equipado com processador Core i5 dual-core de 1.4GHz, 8GB de RAM e HD de 500GB ao invés de um SSD. A aposta é tentar se aproximar aos preços dos desktops All-in-One da concorrência, alguns dos quais rodam até Android, com um computador de entrada e bem acessível mas adequado ao uso da maioria das pessoas, o que faz sentido se lembrarmos que ele roda OS X e vem com os aplicativos dos pacotes iLife e iWork já instalados. Se não custasse tanto aqui no Brasil, eu até recomendaria. Via Wired e...

Mais...
Apple anuncia o iOS 8 com notificações interativas, teclados de terceiros e outras novidades
jun03

Apple anuncia o iOS 8 com notificações interativas, teclados de terceiros e outras novidades

Não foi somente o OS X Yosemite que brilhou no palco da WWDC nesta segunda-feira. O iOS, uma das meninas dos olhos da Apple, também recebeu destaque no evento, quando a versão 8 do OS mobile foi anunciada, trazendo novidades mais voltadas às features do que ao visual, como ocorreu do iOS 6 para o 7. A primeira novidade apresentada foi uma melhoria significativa nas notificações do iOS, que passaram a permitir que os usuários interajam diretamente delas sem a necessidade de abrir o aplicativo que gerou a notificação. Similar ao que já existe no Android, o usuário poderá, por exemplo, responder uma mensagem de texto sem ter que abrir o Mensagens ou curtir/comentar uma atualização dos contatos no Facebook. Quem também ganhou uma nova funcionalidade foi o “app switching”, aquelas miniaturas que aparecem quando o usuário toca no botão “Home” duas vezes. Na nova versão do OS, há um melhor aproveitamento da tela, passando a exibir, logo acima das miniaturas, os contatos com os quais o usuário mais se comunica. O Safari não foi esquecido e, no iPad, ele passa a contar com a visualização em tela cheia já presente no iPhone, que oculta todas as opções do navegador, deixando aparente somente a barra de endereços. O Mail também ganhou novos gestos para melhorar a usabilidade e facilitar a vida dos usuários. Quem está acostumado com o SwiftKey no Android sabe o quão interessante é o teclado e, felizmente, a Apple não esqueceu deste item no iOS 8. Além de ter adicionado o novo recurso QuickType, que tenta prever qual será a próxima palavra digitada pelo usuário se baseando no contexto da mensagem, a empresa da maçã surpreendeu a todos ao anunciar que, a partir da próxima versão do OS mobile, os usuários poderão utilizar teclados de terceiros, uma novidade para lá de interessante. Não foi somente no teclado que a Apple se espelhou em outros sistemas ou aplicativos. O Mensagens foi outro que recebeu a atenção da empresa e, a partir do iOS 8, passará a contar com a possibilidade de enviar mensagens de áudio aos contatos, criar grupos de amigos e silenciar conversas de forma individual no melhor estilo WhatsApp de ser. Os usuários também poderão compartilhar a sua localização com os amigos. Como rumores já apontavam, a nova versão do iOS terá foco na saúde do usuário. Através do HealthKit e utilizando informações fornecidas por aplicativos de outras empresas, como o Nike+ Running e o Nike+ Move, o aplicativo Health passará a fornecer, aos usuários, um panorama completo sobre a sua saúde, como pressão arterial, batimentos cardíacos e informações sobre seu peso e nível de...

Mais...
Apple anuncia o Yosemite, a décima versão do OS X
jun03

Apple anuncia o Yosemite, a décima versão do OS X

Um dos dias mais aguardados pelos fãs da Apple finalmente chegou. Na tarde desta segunda-feira, Tim Cook subiu no palco do Moscone Center, em São Francisco, para anunciar as novidades voltadas para os desenvolvedores durante a WWDC 2014. Entre as novidades mais esperadas, estava a versão 10.10 do OS X, que, desta vez, se chama Yosemite. Entre muitas melhorias e novidades, certamente a que mais impactou os desenvolvedores presente e todos que acompanharam a transmissão ao vivo realizada pela empresa foi o novo design do sistema operacional. Seguindo a mesma linha do iOS 7, o novo OS tem ícones no melhor estilo “flat”, além de uma interface bem mais colorida e do novo ícone da emblemática lixeirinha, que passou a ser de vidro, não mais de metal. Mas não foi só o visual do OS que mudou. A Central de Notificações, por exemplo, ficou muito parecida com a que conhecemos hoje no iOS 7, mas ganhou alguns novos recursos, como a possibilidade de o usuário adicionar widgets, além de passar a exibir informações relevantes ao dia do usuário, como compromissos, lembretes e a previsão do tempo. Quem também recebeu uma grande reformulação foi o Spotlight, que, agora, passa a ser exibido no centro da tela. Além de permitir que os usuários façam pesquisas por documentos e aplicativos, ele passará a fazer conversões e a fazer pesquisas na web, tudo a partir de um único lugar. Outra novidade do OS X Yosemite é o iCloud Drive, um serviço de armazenamento na nuvem da Apple que permitirá que os usuários salvem qualquer tipo de arquivo, não se limitando mais as fotos, vídeos e backups gerados automaticamente pelo sistema. Como consequência dessa mudança, os valores do armazenamento foram atualizados, passando a custar US$ 1/mês por 20 GB e US$ 4/mês por 200 GB, mas os 5 GB gratuitos foram mantidos. O novo serviço fará a sincronia entre todos os dispositivos da Apple, além de permitir o acesso fácil aos arquivos através de computadores com Windows ou via web. Para quem tem iPhones, iPads e/ou iPods touch, a Apple também preparou ótimas novidades. No Yosemite, os usuários poderão atender e realizar chamadas do iPhone no Mac, bem como responder um SMS recebido no celular diretamente da tela do computador. Já com o Handoff, os usuários poderão começar a escrever um e-mail no Mac e continuar redigindo a mensagem no iPhone ou iPad, por exemplo. O Yosemite também passará a contar com o Instant Hotspot. Com ele, os usuários poderão ativar o compartilhamento de conexão do iPhone ou iPad sem ter que tocar no aparelho. Através da opção de conexão Wi-Fi, os dispositivos conectados...

Mais...

Computador Macintosh Faz 30 Anos!

O computador Macintosh completa hoje 30 anos de vida e a Apple comemora a data com um vídeo e um microsite especial. O vídeo conta as lembranças do primeiro Mac contada por personalidades como o músico Moby, April Greiman e o fotógrafo Jon Stanmeyer, entre outros. O site 30 Years continua com a brincadeira mostrando exemplos de personalidades criativas, educativas, científicas para cada nova geração do computador, contando suas experiências e histórias com o Mac. O site também tem a área My First Mac, onde você pode contar a sua experiência com seu primeiro computador Mac. Parabéns...

Mais...
Novos MacBook Pro com tela retina contam com processadores Haswell e bateria com maior duração
out22

Novos MacBook Pro com tela retina contam com processadores Haswell e bateria com maior duração

Além do novo iPad Air, do iPad Mini com tela retina, do Mac Pro e do OS X Mavericks e do iLife e iWork gratuitos, a Apple apresentou hoje em seu evento novos modelos do MacBook Pro com tela retina. Os novos MacBook Pro tem modelos de 13 e 15 polegadas com tela retina (resolução de 2560 x 1600 pixels no de 13” e 2880 x 1800 pixels no de 15”) equipadas com processadores Intel Core Haswell com gráficos Intel Iris (com a opção de uma Nvidia GeForce GT750M no modelo de 15”) e SSD de até 512GB. A versão de 13” tem opção de processador i5 dual-core de 2,4GHz ou 2,6GHz com até 8GB de RAM, e o modelo de 15” tem processador quad-core i7 de 2 ou 2,3GHz, com até 16GB de RAM. Os novos modelos do MacBook Pro contam com duas portas Thunderbolt 2, duas portas USB 3 e uma porta HDMI. A duração da bateria aumentou para até 9 horas no modelo de 13 polegadas e até 8 horas no modelo de 15. Se você não faz questão de tela retina, também pode comprar uma versão do MacBook Pro de 13”, mas se este for o caso, vale a pena se apressar, pois não sabemos até quando a Apple vai deixar este modelo em linha. O modelo de 13″ tem preços a partir de US$ 1299, e o modelo de 15″, custa a partir de US$ 1999 (valores nos Estados Unidos). Saiba mais sobre os novos MacBook Pro no site da Apple. Veja outras...

Mais...
O Novo iPad Mini com Retina Display!
out22

O Novo iPad Mini com Retina Display!

Além do iPad Air, a Apple também anunciou no Keynote de hoje o novo iPad Mini com tudo o que o público esperava! O novo iPad Mini Retina Display vem finalmente equipado com a tela 7.9” de alta resolução que todo mundo queria, com mais de 3.1 milhões de pixels e resolução de 2048×1536, quatro vezes maior que o modelo anterior e o mesmo que o iPad Air. O iPad Mini Retina Display vem com o mesmo processador A7 (64-bit) do iPhone 5s e iPad Air, também auxiliado por um coprocessador M7 para medir os movimentos do tablet, aumentando muito a velocidade. Duas antenas WI-FI e tecnologia MIMO (multiple-input multiple-output) dobram a velocidade de acesso a internet, que pode chegar a downloads de 300 Mbps. O iPad Mini Retina Display tem o mesmo tamanho e espessura de sue antecessor (200 mm por 134.7 mm por 7.5 mm), mas infelizmente é um pouco mais pesado com 331 gramas ao invés de 308 g do modelo anterior versão Wi-Fi. As câmeras dianteira e traseira também continuam iguais O novo iPad Mini Retina Display vai ter os seguintes preços nos EUA: 16GB por US$399, 32GB por US$499, 64GB por US$599 e 128GB por US$699. O modelo com 4G vai custar a partir de US$529 pelo de 16GB. Mais detalhes na Apple Store. Confira também o novo iPad Air aqui no Digital Drops. Via...

Mais...
OS X Mavericks, GarageBand, iPhoto, iMovie, Pages, Numbers e Keynote: Todos de graça a partir de hoje!
out22

OS X Mavericks, GarageBand, iPhoto, iMovie, Pages, Numbers e Keynote: Todos de graça a partir de hoje!

No mesmo evento de lançamento do iPad Air e do iPad Mini com tela retina na Califórnia, a Apple anunciou em uma decisão surpreendente que o OS X Mavericks, e os pacotes de apps iLife e iWork estarão disponíveis de graça a partir de hoje! OS X Mavericks O novo OS X Mavericks traz 200 novas funções, incluindo o Apple Maps, iBooks, novo calendário, novo Safari, iCloud Keychain (senhas encriptadas na nuvem), suporte a vários monitores (usando o AirPlay e a AppleTV, você pode transformar sua HDTV em um monitor secundário do seu Mac), tags em fotos (incluindo as gravadas no iCloud) e muito mais. Ele já está disponível para download na Mac App Store. iLife e iWork O pacote de apps iLife e iWork já deveriam ser gratuitos há muito tempo, pelo menos na minha humilde opinião, pois são ótimos argumentos de venda dos Macs, iPads e até iPhones. São seis aplicativos: GarageBand, iPhoto, iMovie, Pages, Numbers e Keynote, todos gratuitos para download a partir de hoje tanto no OS X quanto no iOS. O grande destaque (pelo menos pra mim) é o GarageBand, com seu recurso Drummer, que permite que você toque música com o acompanhamento de um baterista virtual. O novo iPhoto tem suporte a tags e pode compartilhar suas fotos no Facebook, Twitter e Flickr. O novo Keynote também tem vários recursos e animações, e foi usado na apresentação desta tarde em San Francisco. Os novos aplicativos tem suporte total ao iCloud, assim você pode começar a trabalhar em um arquivo no Mac e depois continuar no iPhone ou no iPad, ou vice-versa, como por exemplo criar um vídeo no iMovie e depois assistir ao resultado final em qualquer dos seus dispositivos. Saiba mais sobre o OS X Mavericks e sobre os aplicativos gratuitos do iLife e iWork na Apple. Update: No final das contas, a Apple exagerou (ou distorceu as informações) quando disse que os apps seriam todos de graça. GarageBand está disponível gratuitamente para todos os aparelhos com iOS 7, com opções de instrumentos e músicas vendidas dentro do aplicativo. O iPhoto, iMovie, Pages, Numbers e o Keynote estão disponíveis de graça para aparelhos iOS 7 ativados a partir do dia primeiro de...

Mais...
O Novo iPad Air!
out22

O Novo iPad Air!

Dia de Keynote da Apple com várias novidades, novo sistema operacional OS X Mavericks de graça e dois novos iPads. O iPad tradicional ganhou um novo nome, iPad Air, um novo visual e um novo processador, o mesmo A7 (64-bit) do iPhone 5s, auxiliado por um coprocessador M7 que mede o movimento do tablet juntando informações do acelerômetro, giroscópio e bússola, melhorando o comportamento dos aplicativos e o desempenho total do iPad Air, deixando-o 2 vezes mais rápido que o modelo anterior. O iPad Air é 20% mais fino (7,5 mm), 28% mais leve (469 g) e 24% menos volumoso (240 mm x 169.5 mm) que o antecessor, com uma borda lateral mais estreita. A tela Retina display de 9,7” com resolução 2048×1536 é a mesma e a câmera traseira filma em HD 1.080 e tira fotos com 5MP e a frontal com vídeo 720p HD e fotos 1.2MP. Apesar do tamanho menor e do maior poder de processamento, a bateria continua com 10 horas de autonomia. O iPad Air vem com duas antenas WI-FI e tecnologia MIMO (multiple-input multiple-output) dobrando a velocidade de acesso a internet, que pode chegar a downloads de 300 Mbps. A versão com celular vem com LTE compatível com vários países do mundo, mas aparentemente ainda não compatível com a nossa versão brasileira de 4G. O iPad Air vem com dois microfones, que capturam o som em conjunto, e com os programas da Apple agora de graça: iPhoto, iMovie, GarageBand, Pages, Numbers e Keynote. O iPad Air vai ter os seguintes preços nos EUA: US$499 pelo de 16GB, US$599 o 32GB, US$699 pelo de 64GB e US$799 pelo de 128GB (é esse que eu queria!). Os modelos com 4G custam a partir de US$629 pelo de 16GB. Mais detalhes na Apple Store. Via...

Mais...
iPad 5 e iPad Mini 2: Imagens mostram como serão os novos tablets da Apple
out10

iPad 5 e iPad Mini 2: Imagens mostram como serão os novos tablets da Apple

A Apple vai apresentar os novos iPad 5 e iPad Mini 2 em um evento no dia 22 de outubro. Como tem acontecido em todos os lançamentos, várias imagens “vazaram” na web, mostrando exatamente como serão os próximos iPads. Se me permitem uma aposta, eu acredito que os dois iPads virão equipados com o Touch ID do iPhone 5s e tela retina, uma novidade muito esperada pelos fãs do Mini. É claro que não existe nenhuma confirmação da Apple sobre as imagens, mas elas batem com os últimos rumores de um iPad 5 com design inspirado no iPad Mini, além da tonalidade Space Gray, já disponível no iPhone 5s. O responsável pelo vazamento é Sonny Dickson, que disse ter descoberto uma galeria de imagens em alta resolução. Confira todas as imagens no site dele. Via...

Mais...
/* Track outbound links in Google Analytics */