ad

Galaxy S7 e Galaxy S7 Edge: smartphones com belo design, resistência a água e memória expansível

galaxy_s7_s7-edge

A Samsung apresentou no MWC em Barcelo os novos Galaxy S7 e S7 Edge. Infelizmente não estive por lá para conhecê-los pessoalmente, mas eles me parecem aparelhos bem interessantes, nos quais a empresa parece ter escutado tudo aquilo que os seus usuários queriam, sem se incomodar em voltar atrás em certas decisões estratégicas.

galaxy_s7_waterproof

O destaque dos novos S7 e S7 Edge é que eles têm certificação IP68, ou seja, são protegidos contra poeira e podem ser submersos em até 1 metro e meio de água por meia-hora, segundo a Samsung. Este é um recurso que tinha sido deixado pra lá no ano passado, assim como o slot para cartões microSD. Por outro lado, a bateria continua sendo fixa, o que eu sinceramente acho melhor em tempos de powerbanks, pois permite que o aparelho seja tão resistente.

O S7 tem tela de 5.1 polegadas, e o S7 Edge, 5.5 polegadas, ambos com resolução Quad-HD (1440 x 2560 pixels), o que significa uma densidade de 577 pontos por polegada no S7 e 534 ppi no S7 Edge. O design dos dois foi bem melhorado, eles estão muito bonitos, mas o meu preferido é mesmo o S7 Edge, com suas bordas curvas que se encaixam ao vidro.

As câmeras traseira (12 megapixels) e frontal (5 megapixels) também foram bem melhoradas, e a traseira agora tem sensores “dual-pixel” e abertura f/1.7, o que permite ajuste de foco bem rápido e boas fotos em condições de baixa luminosidade. A Samsung também incluiu recursos de software como o motion panorama e um motion photo bem parecido com o live photo do iPhone, mas pra avaliar estas funções, só mesmo testando os aparelhos pessoalmente. A câmera também tem uma protuberância bem menor em relação ao design do S6, o que deixa o S7 e o S7 Edge bem mais elegantes.

galaxy_s7_gear-360_gear-vr

A Samsung tem chamado o S7 e o S7 Edge de“máquinas de VR”, e para desempenhar tal papel eles contam com dois companheiros, a câmera Gear 360 e o Gear VR, assim não só é possível consumir conteúdo em VR em qualquer lugar, mas também para produzir o seu próprio. O armazenamento para tudo isto não será um problema, pois ele tem 32GB de capacidade e um slot para cartões microSD de até 200GB.

O S7 Edge tem bateria de 3600 mAh e o S7, 3000 mAh, e ambas podem ser carregadas rapidamente, em apenas 100 minutos no S7 Edge e 90 minutos no S7 (mais uma vez, precisamos testar isto pessoalmente depois). O velho problema dos Galaxys continua a ser a interface Touch Wiz, que tem uma personalidade forte, digamos assim. Seria um sonho um aparelho como estes com o Android puro, mas quem compra um Galaxy já sabe muito bem o que vai encontrar.

A Samsung fez um bom barulho com o Galaxy S7 e o S7 Edge durante a cerimônia de premiação dos Oscars no último domingo, com destaque para a propaganda do S7 Edge com vários atores como William H. Macy, Wesley Snipes e até o rapper Lil Wayne dando um bom banho no smartphone, assista abaixo:

“Why?”

Saiba mais sobre o S7 e o S7 Edge na Samsung.

Veja outros comerciais abaixo.

Water, sobre a resistência à água.

The Dark, um vídeo polêmico, sobre a capacidade de gravar vídeos e tirar fotos no escuro.

Virtual Reality Machine, no qual o S7 Edge é descrito como uma “máquina de VR”.

Autor: Nick Ellis

Compartilhe
/* Track outbound links in Google Analytics */