O sucessor do Hubble: James Webb Space Telescope

james_webb_space_telescope_mb

De acordo com a NASA, o James Webb Space Telescope (ou JWST pros íntimos) está previsto para ser lançado em 3 anos, audaciosamente observando além de onde nenhum telescópio espacial jamais enxergou. O sucessor do Hubble é um projeto de US$ 8.8 bilhões e será maior telescópio espacial já construído, com um espelho de 6 metros e meio e um escudo solar de 5 camadas do tamanho de uma quadra de tênis. O espelho principal é composto de 18 unidades hexagonais de berílio, e será montado ainda neste ano.

O Webb é um telescópio infravermelho, e assim poderá olhar para os primórdios do universo, observando as primeiras estrelas e galáxias formadas 13,4 bilhões de anos atrás, cerca de 400 mil anos depois do Big Bang. Outro objetivo do Webb é poder procurar planetas em zonas habitáveis em relação a estrelas menores do que o Sol, e observar se o planeta em questão tem ou não um oceano. Segundo o Dr. John C. Mather, o cientista responsável pelo Webb, este não foi o propósito original do telescópio, mas ele também terá esta capacidade. O Dr. Mather também diz que o Webb não é um substituto para o Hubble, e sim o seu sucessor.

Vamos ter que esperar até 2018 para que o JWST seja lançado, mas ele irá ampliar imensamente o nosso conhecimento sobre o universo e como as galáxias e seus sistemas solares foram formados.

Leia os depoimentos completos de John C. Mather e de John M. Grunsfeld ao Congresso dos Estados Unidos (arquivos PDF).

Fonte: Space.

Autor: Nick Ellis

Compartilhe
/* Track outbound links in Google Analytics */