Algumas semanas com o Chromebook da Samsung

Post publieditorial

photo2
Testei o Chromebook da Samsung durante a Computex em Taiwan, e fiquei muito bem impressionado com o notebook, que apesar de ter sido o único que levei para a viagem, não me deixou na mão em nenhum momento, muito pelo contrário. As vantagens do Chromebook são sua rapidez, basta abrir e começar a usar, incluindo um teclado em português. O Chromebook roda o Chrome OS, ou seja, tudo que roda nele roda dentro de uma janela do Chrome, mas consegui fazer todas as tarefas que precisei na cobertura do evento, incluindo um hangout em vídeo e edição de imagens em um aplicativo semelhante ao Photoshop, o Pixlr Editor.

Na volta, continuei usando o Chromebook por mais algumas semanas para avaliá-lo melhor, e fiquei muito satisfeito com seu desempenho para as tarefas para as quais ele se propõe. O interessante é que ele não roda só aplicativos do Google como alguns podem pensar, e tem várias opções desenvolvidas por terceiros disponíveis na Chrome Web Store, uma loja de aplicativos para Chromebook, semelhante à Play Store, a loja Google para Android, ou seja, trata-se de um notebook totalmente funcional. As vantagens do Chromebook são sua rapidez e simplicidade de uso, além do seu peso e tamanho. Com apenas 1,78 cm de espessura e peso de 1,1 kg, o Chromebook é bem portátil e leve e pode ser levado para qualquer canto.

photo3

Seu SSD de 16 GB pode até parecer modesto, mas não se você lembrar que o Chromebook armazena todos os seus dados, fotos e músicas na nuvem, um conceito diferente de um notebook normal. A vantagem de trabalhar na nuvem é que seus arquivos ficam seguros protegidos pela sua senha do Google e podem ser acessados de qualquer dispositivo. Não é nada difícil se acostumar a trabalhar na nuvem, e o Chromebook torna esta tarefa ainda mais simples. Ele não é um tablet, ele é um notebook para quem precisa escrever textos, preparar apresentações e não para quem quer produzir vídeos. Assim como a grande maioria dos notebooks, o Chromebook tem tela HD, mas se você quiser rodar games pesados ou outros programas exclusivos do Windows, vale a pena procurar outro notebook.

Por dentro ele conta com um processador dual-core Exynos de 1,7GHz e 2 GB de RAM, uma configuração que é mais do que suficiente para rodar os web apps. Os programas nativos que rodam no Chromebook são o aplicativo da câmera, que tem um monte de filtros para você escolher e o Files, um gerenciador de arquivos que permite que você assista filmes e vídeos, veja fotos, ouça músicas ou abra alguns tipos de arquivos. Além disso, há milhares de opções na Chrome Web Store, para as mais diversas tarefas.

Infelizmente a versão brasileira não tem conectividade 3G, o que é sempre bem interessante para um Chromebook, mas basta encontrar uma rede Wi-Fi para conseguir trabalhar sem problemas. Vale dizer que a sua produtividade não depende de Wi-Fi, já que o Chromebook também pode ser usado para trabalhar offline, como programas do Google Drive e outros aplicativos com funcionalidades offline. Não gostou do aplicativo, e quer removê-lo? Bem simples, basta clicar no botão de aplicativos, que (não por acaso) fica na mesma posição do clássico botão Iniciar do Windows, clicar no ícone com o botão esquerdo e apagar o app.

O Chromebook não é um aparelho para tarefas mais complexas como edição de vídeos ou para rodar games, mas dependendo do uso, ele pode ser sim uma opção simples e barata para pessoas que trabalham em aplicativos do Google ou usam o Facebook, por exemplo. Em último caso, se você precisar de algum aplicativo que não tem uma versão para o Chrome OS, também é possível acessar remotamente seu outro computador, seja Windows, Mac ou Linux.

A duração da bateria é digna de elogios, e nos meus testes durou cerca de 6 horas de uso intenso, mesmo com o brilho no máximo em ambientes abertos ou muito iluminados. A segurança também é outro ponto positivo no Chromebook. Por padrão, qualquer usuário do Google pode entrar como convidado no notebook usando sua conta pessoal, mas nas configurações do Chrome, você pode definir quem pode entrar no sistema.

Agora a melhor parte, o Digital Drops vai presentear o leitor mais criativo com um Chromebook da Samsung. Para participar, é só deixar seu comentário neste post dizendo por qual motivo você merece ganhar um Chromebook. Não é sorteio e nem concurso, vamos selecionar a melhor frase na nossa opinião, então pode soltar a sua criatividade!

Você pode enviar sua frase até 03/07!

Atualização: Foi muito difícil escolher a frase mais criativa, pois nossos leitores mandaram várias frases excelentes que poderiam ser escolhidas, mas como temos que optar por uma só, selecionamos a frase abaixo, escrita pelo Gilberto Prujansky, que vai levar o Chromebook para casa:

Eu quero um Chromebook porque ele é como se fosse a materialização do meu browser favorito, feito de átomos ao invés de bits and bytes. E por mais que o meu browser favorito esteja representado em praticamente todos os devices, este é ele mesmo, encarnado em alumínio, silício e carinho. Quero um pra abraçar.

Agradecemos a todos os outros leitores que mandaram frases e peço que não desanimem, pois teremos outras ações assim em breve!

Este post é parte de uma campanha da Samsung.

Autor: Nick Ellis

Compartilhe
/* Track outbound links in Google Analytics */